Quem são os mórmons? 

    Mórmons são pessoas que pertencem à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Eles são muitas vezes referidos como mórmons, ou como membros da Igreja Mórmon, porque acreditam no Livro de Mórmon, um livro de escrituras que atua como um companheiro para a Bíblia. Os membros da Igreja creem em muitas das mesmas doutrinas de outras igrejas cristãs, com algumas diferenças, e seguem um profeta vivo que fornece revelações contínuas da vontade de Deus a Seus filhos. 

    Os mórmons, ou membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ensinam sobre a fé em Jesus e sobre o Profeta Joseph Smith em unidades familiares e em congregações da igreja.

    História da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 

    Na primavera de 1820, um jovem chamado Joseph Smith ficou confuso sobre qual igreja seguir e, após ler Tiago 1:5, orou para saber o que deveria fazer. Em resposta à sua oração, Deus, o Pai, e Jesus Cristo apareceram para ele no que veio a ser conhecido como A Primeira Visão. Deus e Jesus disseram a Joseph para não se juntar a nenhuma das igrejas e que eles restaurariam a verdadeira igreja de Cristo novamente na terra, com a ajuda de Joseph. 

    A escrita do Livro de Mórmon 

    Após a Primeira Visão, um anjo apareceu a Joseph e lhe contou sobre um antigo livro de registros enterrados em uma colina próxima. Joseph encontrou os registros, que continham a história e o testemunho de profetas antigos que viveram nas Américas. Joseph conseguiu traduzir os registros do egípcio reformado para o inglês, com a ajuda de dois intérpretes divinos, que foram publicados como O Livro de Mórmon: Outro Testamento de Jesus Cristo, em março de 1830. 

    A fundação da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias 

    Um mês depois, em 6 de abril de 1830, Joseph Smith organizou oficialmente A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Nova York. Joseph se tornou o primeiro profeta da Igreja restaurada de Jesus Cristo. Alguns familiares de Joseph e outros membros de sua comunidade foram batizados e formaram pequenas congregações para adorarem juntos. Com a publicação do Livro de Mórmon e com o trabalho missionário, a Igreja e seus ensinamentos começaram a se espalhar. 

    A morte de Joseph Smith e a mudança para Utah 

    Comunidades de Santos dos Últimos Dias se reuniram e construíram as cidades de Kirtland, Ohio; Independence e Far West, Missouri; e Nauvoo, Illinois. Eles não foram bem compreendidos, e multidões os forçaram a deixar cada uma de suas cidades e seguir em busca de um novo lugar para se estabelecerem. Joseph Smith foi morto por uma dessas multidões em junho de 1844. 

    Após a morte de Joseph, um homem chamado Brigham Young foi designado por Deus para ser o próximo profeta da Igreja. Brigham Young organizou uma migração para o oeste e milhares de membros da Igreja foram até Utah, onde estabeleceram assentamentos e colônias. Utah foi oficialmente considerado um estado em 1896. Membros da Igreja continuam a constituir uma parcela significativa da população no estado de Utah e a sede da Igreja está localizada em Salt Lake City. 

    Crenças Básicas dos Santos dos Últimos Dias 

    Jesus Cristo 

    A crença fundamental dos membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é que Jesus Cristo é o filho de Deus e o Salvador e Redentor do mundo. Sua vida mortal foi um exemplo perfeito de amor e sacrifício. Ele constantemente serviu e abençoou as pessoas ao seu redor. A Bíblia está cheia de exemplos de Cristo curando os doentes, feridos e deprimidos. Ele aproveitou todas as oportunidades para ensinar e sempre deu glória a Deus. Jesus Cristo viveu uma vida perfeita, livre de pecado. Apesar de Sua perfeição, Ele voluntariamente escolheu sofrer pelas dores e pecados de todas as pessoas através de uma grande Expiação e foi crucificado.  

    Por causa da Expiação, morte e ressurreição de Jesus Cristo, todas as pessoas têm a oportunidade de serem perdoadas e ressuscitadas. 

    Ele continua a convidar todas as pessoas a segui-Lo enviando missionários ao mundo para ensinar Seu evangelho e compartilhando a revelação contínua com os profetas e apóstolos que estão atualmente na Terra. Seguir estes mandamentos permitirá que as pessoas voltem a viver com Ele e com Deus, o Pai. 

    O Livro de Mórmon 

    O Livro de Mórmon é a pedra angular das crenças doutrinárias da Igreja. Os membros da Igreja são incentivados a ler o Livro de Mórmon diariamente e a estudar seus ensinamentos, juntamente com a Bíblia. Tanto a Bíblia quanto o Livro de Mórmon contêm a palavra de Deus e foram escritos por Seus profetas. 

    A Bíblia contém ensinamentos e registros do ministério terreno de Cristo. Todos os profetas testemunham sobre Jesus Cristo e O apontam como o caminho, a verdade e a luz. 

    O Livro de Mórmon também contém registros de profetas antigos, embora os profetas do Livro de Mórmon tenham vivido nas Américas. O Livro de Mórmon apoia e confirma os ensinamentos bíblicos e esclarece certas doutrinas, como o batismo. 

    Profetas Vivos 

    Os membros da Igreja creem na revelação contínua, ou em outras palavras, na comunicação contínua de Deus com o homem, através dos profetas vivos dos dias atuais. Além de um profeta vivo na Terra, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias também tem doze apóstolos que servem como testemunhas especiais de Jesus Cristo. Esses apóstolos têm o mesmo propósito que os doze apóstolos originais de Cristo: testemunhá-Lo, apoiar Sua missão e levar pessoas à Ele. 

    Regras de Fé 

    Em 1842, um editor de jornal solicitou que Joseph Smith lhe fornecesse informações sobre a Igreja para publicação. Em resposta, Joseph escreveu treze crenças básicas, que mais tarde se tornaram escrituras e são conhecidas como as Regras de Fé. As Regras de Fé descrevem a missão e a expiação de Jesus Cristo, a crença nas escrituras sagradas - tanto a Bíblia quanto o Livro de Mórmon, a importância da liberdade religiosa, o trabalho missionário, o batismo e a obediência a leis e governos seculares. 

    As Regras de Fé fornecem um bom resumo das crenças da Igreja, embora elas não incluam todas elas. 

    Sacerdócio 

    O sacerdócio é o poder e a autoridade dada por Deus ao homem para agir em Seu nome aqui na Terra.  Esse poder e autoridade estavam presentes na Terra durante o ministério mortal de Cristo.  

    Após a morte dos apóstolos, o poder do sacerdócio na Terra foi perdido. Mais tarde, isso foi restaurado a Joseph Smith e hoje está ativo e presente na Terra. Existem duas divisões de sacerdócio reconhecidas pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias: o Sacerdócio Aarônico, restaurado por João Batista em maio de 1829, e o Sacerdócio de Melquisedeque, restaurado pelos apóstolos Pedro, Tiago e João, em abril de 1836. 

    O poder do sacerdócio pode ser conferido a jovens dignos a partir do ano em que completam 12 anos de idade. Sua capacidade de exercer esse poder se baseia na dignidade e no desejo de servir a Deus. 

    Vida Cotidiana  

    Os membros da Igreja são aconselhados a participar diariamente de orações e estudo das escrituras. Essas práticas convidam o espírito a entrar em sua vida e ajudam a manter o foco em Jesus Cristo. A frequência semanal à igreja e a frequência regular ao templo também fazem parte da rotina normal da maioria dos Santos dos Últimos Dias. 

    O Evangelho de Jesus Cristo dá grande importância às famílias. Mães, pais e filhos são instruídos sobre seus papéis específicos e únicos em A Família: Proclamação ao Mundo. Os Santos dos Últimos Dias são incentivados a reservar uma noite por semana para uma noite familiar, um tempo dedicado ao aprendizado do evangelho e à união dos membros da família.  

    Palavra de Sabedoria 

    A Palavra de Sabedoria é o código sobre saúde que contém uma série de diretrizes para uma vida saudável. Ele descreve bons hábitos para manter o corpo e a mente saudáveis e fortes. Ele também descreve alimentos e bebidas a serem evitados, incluindo café, chá preto e álcool. 

    Dízimo 

    Os membros devotos da Igreja pagam o dízimo, que é a oferta de um décimo de sua renda para a Igreja. Os membros da Igreja acreditam que tudo o que temos vem de Deus, e por todas as muitas bênçãos que Ele dá a Seus filhos, Ele exige um dízimo de um décimo a ser pago de volta a ele. Os dízimos são usados para abençoar os pobres e necessitados, na construção de templos, no apoio ao trabalho missionário e outros à medida que a Igreja cresce.  

    Trabalho Missionário 

    O trabalho missionário é altamente valorizado pelos membros da Igreja. Todos os rapazes dignos e capazes são ordenados a servir em uma missão na qual atuam como representantes de Jesus Cristo e convidam as pessoas a aprender mais sobre Ele e a seguir Seus ensinamentos. 

    Os rapazes são elegíveis para servir em suas missões a partir dos 18 anos, durante 24 meses. As moças também são encorajadas a servir em missões se quiserem, embora não seja uma obrigação. As moças são elegíveis a servir em missões a partir dos 19 anos, por 18 meses. Tanto os rapazes quanto as moças servem onde são designados, com alguns servindo perto de casa em seus países de origem e alguns viajando para longe e ensinando em novos idiomas. 

    Recursos Adicionais: 

    Clique aqui para ler uma palestra do líder da Igreja Jeffrey Holland, descrevendo por que os membros da Igreja acreditam na Trindade e como as escrituras testemunham que Deus Pai, o Filho e o Espírito Santo são três indivíduos separados e divinos. 

    Clique aqui para aprender mais sobre Jesus Cristo. 

    Clique aqui para aprender mais sobre o Espírito Santo. 

    Clique aqui para aprender mais sobre os ensinamentos básicos da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.