Quem são os Santos dos Últimos Dias, conhecidos informalmente como Mórmons?

    Você já ouviu falar nos Santos dos Últimos Dias? Sabe por que eles são, por vezes, chamados de 'mórmons'?

    A história de A Igreja de Jesus Cristo é incrível e repleta de experiências que só poderiam ser proporcionadas por Deus. Confira este artigo e conheça seus membros e suas origens.

    Quem são os Santos dos Últimos Dias, conhecidos informalmente como Mórmons?

    Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, também chamados não oficialmente de mórmons, são cristãos e acreditam no  plano de salvação de Deus.

    Na crença dos Santos dos Últimos Dias, alguns dos principais pontos são a restauração da Igreja de Jesus Cristo na Terra e o amor do Pai Celestial por Seus Filhos, com quem continua a falar e guiar diretamente. A origem dessa fé está ligada ao testemunho do Profeta Joseph Smith.

    Resumidamente, a história de Joseph Smith à serviço de Deus na restauração da Igreja começou em sua juventude, na primavera de 1820, buscando uma resposta à sua dúvida sobre qual seria a verdadeira igreja do Senhor. Ele foi a um bosque perto de sua casa e orou por uma resposta divina. Em retorno, Joseph foi visitado por Deus e Seu Filho Jesus Cristo.

    Ele escreveu: “Quando a luz pousou sobre mim, vi dois Personagens cujo esplendor e glória desafiam qualquer descrição, pairando no ar, acima de mim. Um deles falou-me, chamando-me pelo nome, e disse, apontando para o outro: — Este é Meu Filho Amado. Ouve-O!”. (Joseph Smith — História capítulo 1 versículos 8–17.)

    Esse evento é conhecido como a Primeira Visão e deu início à restauração da Igreja de Jesus Cristo. Pouco tempo depois, Joseph Smith foi visitado pelo Anjo Morôni e, guiado por Deus, encontrou e realizou a tradução e a organização das escrituras sagradas do Livro de Mórmon: Outro Testamento de Jesus Cristo.

    Por que às vezes são chamados de mórmons?

    Entre as escrituras sagradas que Joseph Smith, sob a graça de Deus, traduziu e organizou, estavam registros de séculos de história de um povo que havia deixado Jerusalém e seguido para o continente americano pela liderança de outro profeta do Pai Celestial: Leí.

    Esse conteúdo histórico e sagrado, que inclui a passagem divina de Jesus Cristo pelo Novo Mundo após Sua Ressurreição, foi gravado em placas de ouro por Mórmon, profeta responsável pela compilação de séculos de registro.

    Por causa da importância do Profeta Mórmon na compilação dos registros, o Outro Testamento de Jesus Cristo recebeu seu nome: o Livro de Mórmon.

    Por isso, apesar do fato de que os membros da Igreja de Jesus Cristo devam ser chamados de Santos dos Últimos Dias, é comum que algumas pessoas se refiram a eles simplesmente como 'mórmons'.

    A Igreja de Jesus Cristo no Brasil

    Os primeiros membros da Igreja no Brasil foram os alemães Max e Amelie Zapf, que chegaram ao país em 1913.

    Com a vinda de novos membros nos anos seguintes, os imigrantes alemães pediram materiais e livros da Igreja para que pudessem instruir o evangelho aos brasileiros.

    Em 1931 foi construída a primeira capela na América do Sul, em Joinville (SC). Logo depois, no ano de 1939, o Livro de Mórmon foi traduzido para o português.

    Pouco mais de 100 anos depois da chegada dos primeiros Santos dos Últimos Dias ao Brasil, a Igreja tem no país milhões de membros. Em número, os Santos dos Últimos Dias brasileiros só ficam atrás de México e Estados Unidos.

    Ainda tem dúvidas? Converse com um missionário ou visite uma de nossas capelas.

    Você também pode ler a Bíblia e o Livro de Mórmon em formato digital na íntegra.