Quais doutrinas são ensinadas pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias? 

    O batismo é necessário para a salvação? O que acontece depois que morremos? Descubra como A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias responde à essas e outras perguntas

    Jesus Cristo é o centro de todos os ensinamentos e doutrinas dos Santos dos Últimos Dias.

    A doutrina e os ensinamentos da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias estão centrados no próprio Salvador Jesus Cristo. Conheça algumas das crenças e práticas da Igreja, incluindo temas como trindade, salvação, o plano de Deus para seus filhos, restauração e revelação, escrituras, templos e famílias. 

    Trindade 

    Deus Pai, Seu Filho, Jesus Cristo, e o Espírito Santo são seres distintos, mas unidos em um único propósito com o objetivo de ajudar toda a humanidade. Juntos eles formam o que é conhecido por Trindade. O Pai Celestial e Jesus Cristo possuem corpos físicos de carne e ossos. O Espírito Santo não.  

    Artigos relacionados:  

    Salvação 

    Quando estavam no Jardim do Éden, Adão e Eva cometeram uma transgressão: comeram do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, ato proibido por Deus, e acabaram expulsos. Além de saírem da presença do Pai Celestial, essa ação trouxe duas consequências para toda a humanidade: a morte física e a morte espiritual. 

    A morte física significa que todos morrerão um dia, momento em que o corpo irá separar-se do espírito. Já a morte espiritual acontece porque todos os filhos do Pai Celestial passaram a pecar, gerando um distanciamento de Sua presença. 

    Cristo é o único caminho pelo qual os homens podem alcançar a salvação. Por meio de Seu sacrifício, morte e a ressurreição –a chamada Expiação--, todos os homens podem sobrepujar tanto a morte física, quando a espiritual.  

    Desse modo, todos os que viveram na Terra serão ressuscitados um dia e receberão um corpo perfeito, passando a um estado de imortalidade. Esta mudança é incondicional para todas as pessoas, sejam elas boas ou más. 

    Já para vencer a morte espiritual é preciso exercer fé em Jesus Cristo, ter arrependimento dos pecados e cumprir convênios ou promessas feitos com Deus por meio do batismo e de outras ordenanças sagradas.  

    Jesus Cristo levou sobre Si os pecados, fraquezas e dores de todos que já viveram. E porque Ele pagou o preço de todos os pecados, permitiu que todos aqueles que se arrependem sejam perdoados. Como ensina a Bíblia, “ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve.”  

    Artigos relacionados: 

    O plano de Deus para seus filhos 

    Deus é o pai de todos os espíritos e preparou um meio para que Seus filhos voltem a viver com Ele um dia.  

    Mencionado no Livro de Mórmon como o Plano de Salvação ou o Plano de Felicidade, o caminho que permite esse retorno inclui a vinda de todos para a Terra a fim de ganhar um corpo de carne e ossos, aprender com as próprias experiências e escolher seguir a Deus e Seu filho, Jesus Cristo. O desejo do Pai Celestial é que todos tornem-se semelhantes a Ele para que desfrutem das mesmas bênçãos. 

    Restauração e Revelação 

    A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é a Igreja restaurada de Jesus Cristo. Isso significa que é a mesma igreja que Jesus Cristo organizou durante Sua vida e ministério, restaurada nos dias de hoje por um profeta vivo. 

    Deus sempre manteve um padrão ao chamar profetas para ensinarem seu Evangelho. Durante a sua vida terrena, Jesus chamou os Apóstolos e lhes conferiu o sacerdócio –o poder para agir e falar em Seu nome.  

    Depois da morte dos apóstolos, houve um período de grande confusão. Muitas verdades e práticas foram perdidas e o sacerdócio foi retirado da Terra por Deus. A esse período foi dado o nome de apostasia.  

    Com o tempo, pessoas boas reconheceram algumas dessas mudanças nos ensinamentos deixados por Cristo e tentaram reformar a Igreja. Seus esforços ajudaram a preparar o caminho para que Deus então restaurasse mais tarde Sua Igreja e Seu Evangelho. 

    Em 1820, Deus o Pai e Seu Filho, Jesus Cristo, apareceram a Joseph Smith Jr. em Nova York, nos Estados Unidos. O jovem, de origem simples e grande fé, foi chamado para ser um profeta. Ele foi batizado, além de receber o sacerdócio e outras instruções que o levaram a organizar a Igreja restaurada de Jesus Cristo. 

    Jesus Cristo continua a liderar Sua Igreja por revelação a um profeta e apóstolos. Os indivíduos também podem receber a revelação para suas próprias vidas através do Espírito Santo. 

    Artigos Relacionados: 

    Escrituras 

    Grande parte das instruções dos membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias advém de registros sagrados. Atualmente há quatro livros considerados sagrados e utilizados como a palavra de Deus pelos membros da Igreja: a Bíblia, O Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios, e Pérola de Grande Valor. 

    O Livro de Mórmon contém mil anos de história e foi escrito por profetas que viveram nas Américas entre 600 a.C. e 400 d.C. Eles ensinaram e profetizaram sobre Jesus Cristo. Depois de sua morte e ressurreição, Jesus Cristo visitou o povo das Américas, mostrando que é único. Ele os ensinou e abençoou, assim como também organizou Sua Igreja entre eles. 

    Doutrina e Convênios contêm revelações dadas principalmente a Joseph Smith. A obra contém instruções para os indivíduos e a Igreja como um todo. Pérola de Grande Valor contém registros de Abraão e Moisés, recebidos como revelação a Joseph Smith. Ele também contém outros escritos de Joseph Smith, incluindo sua história pessoal e um resumo das crenças básicas, conhecidas como Regras de Fé. 

    Artigos Relacionados:  

    Templos 

    Os templos são edifícios sagrados onde os membros fiéis da Igreja podem fazer convênios com Deus e encontrar paz. Essas promessas também são essenciais para a salvação, motivo pelo qual Deus quer que todos os Seus filhos as recebam.  

    Os membros da igreja costumam pesquisar sobre seus antepassados e fazem esses mesmos convênios em seus nomes nos templos. As pessoas falecidas podem decidir no mundo espiritual se aceitam ou rejeitam todo o trabalho feito para elas. Diferente das capelas da Igreja, alguns ritos e convênios só podem ser realizados nos templos, tais como: 

    • Batismo pelos mortos – nesse convênio uma pessoa viva é batizada como procuradora ou substituta de algum familiar que já morreu e não teve a oportunidade de realizar as ordenanças por si; 

    • Investidura: uma pessoa viva recebe sua própria investidura, que é um dom de poder e conhecimento espiritual, fazendo convênios para obedecer aos mandamentos de Deus. Ela então retorna ao templo para receber a investidura por outros antepassados que já morreram; 

    • Selamento: casais e famílias são selados --unidos pela eternidade. Se os membros da família permanecerem fiéis às promessas que fizerem, podem viver juntos para sempre depois desta vida. 

    Artigos relacionados:  

    A Família 

    A família é essencial para o plano de Deus para Seus filhos. Desde o princípio Ele ordenou o casamento entre um homem e uma mulher. Um lar onde marido e mulher se amam e são fiéis um ao outro, oferece a condição ideal para a criação de filhos. Os pais têm a responsabilidade sagrada de criar seus filhos com amor, prover suas necessidades e ensiná-los a amar e servir uns aos outros. Maridos e esposas trabalham juntos como parceiros iguais. Os convênios sagrados feitos nos templos possibilitam que as famílias vivam juntas para sempre depois desta vida. 

    Em 1995, a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos, que guiam a Igreja sob a direção de Cristo, lançaram A Família: Proclamação ao Mundo. O relato contido na carta explica a natureza sagrada da família e como as relações familiares devem ser conduzidas. 

    Saiba mais 

    Para uma visão geral mais curta da história, ensinamentos e práticas da Igreja, leia “Quem São os Santos dos Últimos Dias.”