Pular para a Navegação Principal

Que cerimônias acontecem dentro dos templos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias?

Os templos são um lugar muito especial e sagrado para os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Por ser um lugar tão especial, os membros não costumam falar sobre o que acontece lá dentro, mas isso não é um segredo! Há três cerimônias principais que acontecem dentro dos templos: batismos por procuração, investiduras e selamentos.

Templo de São Paulo de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, um dos 11 templos existentes no Brasil, dedicado em outubro de 1978.

O que há de tão especial sobre os Templos?

Os templos são especiais para os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, às vezes chamados de mórmons, porque acreditam que os templos são casas de Deus. Na entrada frontal de cada templo construído pela Igreja está escrita a frase 'A Casa do Senhor: Santidade ao Senhor'.

As cerimônias que acontecem nos templos são realizadas apenas neles e não podem ser feitas em capelas, igrejas ou outros edifícios de propriedade da Igreja. Essas cerimônias especiais são chamadas de ordenanças. Uma ordenança é uma cerimônia religiosa que é realizada de acordo com a lei de Deus e pela autoridade do sacerdócio, que é o poder de Deus na Terra. Basicamente, essas ordenanças precisam ser feitas da maneira que Deus ordenou e só podem ser realizadas por pessoas com autoridade para agir em nome de Deus.

Logo depois que a construção de um templo é concluída, ele é aberto ao público para visitação. Qualquer um pode entrar, durante o período de uma Casa Aberta para percorrer os ambientes, conhecer sua arquitetura e mobiliário. Após esse período de visitação que, geralmente dura algumas semanas, o templo é dedicado à Deus, por um profeta ou apóstolo de Cristo e, a partir disso, somente membros da igreja, dignos e com uma recomendação especial podem ter acesso.

Batismo por procuração ou batismo pelos mortos

Jesus Cristo ensinou que o batismo é essencial para aqueles que querem segui-Lo e retornar à presença de nosso Pai Celestial depois desta vida. Então, o que acontece com todas as pessoas que se esforçaram para viver uma vida digna, mas não sabiam da importância do batismo antes de morrerem, ou que foram batizadas sem a devida autoridade? Essas pessoas precisam de alguma maneira   participar da ordenança do batismo e fazem isso por meio de uma procuração.

Um procurador é a pessoa que representa uma outra que não pode estar fisicamente presente. Como se fosse um professor substituto que está disponível se o profissional titular fica doente. Homens e mulheres, com 12 anos ou mais, podem ser procuradores de parentes falecidos e serem batizados em seus nomes. Os batismos pelos mortos só podem acontecer nos templos. Rios, lagos ou piscinas são locais aceitáveis para batismos para os vivos, mas não são permitidos para batismos pelos mortos.

A Bíblia ensina que todas as pessoas têm o direito de escolha e os membros da Igreja acreditam que esse direito continua após a morte. Os membros também creem que os espíritos dos mortos podem ser ensinados sobre o evangelho e, eles podem escolher se aceitam seu batismo por procuração.

A investidura no templo

A palavra investidura significa “um dom.” A investidura no templo é literalmente um dom de Deus, prometendo bênçãos aos membros da Igreja que escolherem segui-Lo. A investidura só pode ser recebida em um dos Seus templos sagrados. Alguns dos dons da investidura do templo incluem:

  1. Maior conhecimento sobre os propósitos e ensinamentos de Jesus Cristo;
  2. Poder para fazer tudo o que Deus quer que façamos;
  3. Direção e proteção divina ao servirmos ao Senhor, nossas famílias e outras pessoas;
  4. Maior esperança, conforto e paz;
  5. Promessa de bênçãos agora e para sempre;

Mulheres e homens com pelo menos 18 anos de idade podem considerar ir ao templo para receber sua investidura. Os líderes da igreja incentivam os membros a orarem e refletirem sobre a decisão do momento certo para fazer isso, já que não há idade na qual um membro da Igreja deva receber a investidura.

O selamento no templo

O selamento no templo é conhecido também como casamento para toda eternidade. Embora exista uma diferença importante entre um casamento civil tradicional e outro realizado em um templo. A principal diferença é que a autoridade do sacerdócio permite que os casamentos realizados nos templos durem não apenas “até que a morte os separe”, mas para sempre, pela eternidade. O casamento é uma parte central do plano de Deus para Seus filhos e Deus permite que os casamentos continuem além da morte, se feito da maneira apropriada, em um templo.

O poder de selamento permite que Deus una os maridos e as esposas nesta vida e que permaneçam casados após a morte. O poder de selamento também se estende aos filhos. Os filhos que nasceram em uma família onde a mãe e o pai foram selados no templo estão automaticamente selados ou unidos a essa família para sempre. Até mesmo filhos adotivos podem ser selados aos pais para toda eternidade. Porém, a ordenança só poderá ser feita após a finalização do processo de adoção e, depois que todos os requisitos civis forem cumpridos.

Os selamentos no templo são um lembrete constante de que as famílias são centrais para o plano de Deus e para nossa felicidade aqui e na eternidade. Eles fornecem a paz e a esperança de que as famílias podem permanecer unidas para sempre.

Por que isso é importante?

As cerimônias ou ordenanças realizadas nos templos são uma parte essencial do progresso que cada pessoa precisa para retornar a presença de Deus depois desta vida. Juntamente com cada ordenança essencial, há um compromisso que o indivíduo faz a Deus, prometendo fazer sua parte para receber as bênçãos que Deus lhes promete.

Recursos Adicionais:

Clique aqui para mais informações sobre batismos pelos mortos.

Clique aqui para mais informações sobre a investidura no templo.

Clique aqui para mais informações sobre selamentos no templo.