Saiba mais sobre o casamento dos Santos dos Últimos Dias

    O casamento e a família são uma parte importante do plano de Deus para Seus filhos. Ele preparou meios para que as relações do matrimônio não sejam rompidas após a morte física

    A importância do casamento e da família

    Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, às vezes chamados de mórmons, acreditam que o casamento entre um homem e uma mulher é uma parte vital do plano de Deus para Seus filhos. As famílias são também a base da sociedade e da Igreja. Quando um homem e uma mulher se casam, eles propiciamo cenário ideal para o nascimento e a criação dos filhos. 

    Famílias felizes e saudáveis tornam o mundo um lugar melhor. Embora nenhuma família seja perfeita, o evangelho de Jesus Cristo ensina a importância do apoio mútuo do casal, que devem atuar como parceiros iguais ao criarem os filhos com amor e paciência. Uma das verdades resgatadas com a restauração da Igreja de Cristo é que esses relacionamentos não precisam terminar com a morte. O casamento e as famílias podem ser eternos, e seus vínculos durarem para sempre.

    Uma noiva e noive no Templo da Igreja de Jesus Cristo em Curitiba. Uma nova família começa quando um homem e uma mulher se casam. Relacionamentos familiares são fortalecidos pela devoção a Jesus Cristo.

    Casamento no templo

    O Senhor mostrou o meio para que os relacionamentos familiares possam durar para sempre. Os laços eternos de uma família começam com o casamento no templo do Senhor —que são edifícios dedicados à Deus para a realização de ordenanças sagradas, como o casamento.

    Os casais que se unem numa cerimôniano templo fazem um convênio com Deus e prometem,perante Ele,amar e cuidar uns dos outros e seguir Seus mandamentospor toda a vida. O casamento no templo também é chamado de selamento porque une um casal e uma família para sempre. As crianças nascidas de casais que se casaram no templo são automaticamente seladas a seus pais por toda a eternidade.

    Para receber essa bênção, marido e mulher têm que guardar o seu convênio e permanecer fiéis um ao outro e a Deus por toda a vida.

    Não há restrição para que um membro da Igreja de Cristo case com pessoas que não sigam a mesma religião. No entanto, para se casar no templo, para toda a eternidade, é necessário queo marido ea esposa sejammembros fiéis da Igreja, devido à natureza sagrada desses edifícios e das ordenanças lá realizadas.

    Casamento fora do templo

    Em alguns países o casamento no templo tem validade legal, o que não exige qualquer outro ato para oficializar o matrimônio. Em outras localidades, como no Brasil, antes da cerimônia no templo é preciso oficializar o casamento de acordo com as leis civis.

    Membros que moram muito distantes de templo e que têm dificuldade de acessá-lo, normalmente casam-se primeiro diante das leis terrenas. Esses casais costumam organizar-se para ir ao templo o quanto antes para realizarem posteriormente o selamento para a eternidade.

    Da mesma forma, qualquer casal casado fora do templo pode se preparar para o selamento no templo, vivendo os mandamentos de Deus. Seus filhos podem ser selados a eles.

    Morte e divórcio

    Nem todos os casamentos duram tanto quanto o casal esperava. Alguns terminam cedo com a morte de um parceiro, enquanto outros terminam em divórcio. O divórcio e o novo casamento são permitidos entre osmembros da Igreja.

    Por que isso é importante?

    Compreender como as famílias são importantes para Deus e que elaspodem ficar juntas podeproporcionaruma nova perspectiva aos indivíduos e seus familiares. O casamento se foca na construção de uma família alicerçada na fé em Deus. Marido, esposa e filhos trabalham juntos para criar uma família que desejam manter unida para sempre. 

    Familia passando tempo junto. Uma familia membros de A igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos dias, conhecidos informalmente com mormons.

    Como posso aprender mais?

    Para saber mais sobre o casamento e o plano de Deus para você e sua família, acesse mormon.org.