A Bíblia e o Livro de Mórmon

    Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias usam a Bíblia e o Livro de Mórmon para aprender e ensinar o evangelho de Jesus Cristo

    Introdução

    Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias usam a Bíblia e o Livro de Mórmon para aprender e viver o evangelho de Jesus Cristo.

    Em que aspectos eles são iguais?

    A Bíblia contém os escritos de profetas antigos que ensinaram que Jesus Cristo viria para salvar Seu povo. O mesmo acontece com o Livro de Mórmon. A Bíblia contém relatos pessoais de Jesus Cristo ensinando, abençoando e curando pessoas. O mesmo acontece com o Livro de Mórmon. Ambas as escrituras incluem registros de profetas e apóstolos sobre como viver de acordo com os ensinamentos de Jesus Cristo.

    Juntos, a Bíblia e o Livro de Mórmon convidam todas as pessoas a seguirem a Jesus Cristo e serem salvos por meio de Sua graça.

    Em que aspectos eles são diferentes?

    A Bíblia foi escrita por profetas e historiadores que viviam no Oriente Médio. Seus escritos cobrem milhares de anos de história, desde a criação do mundo até cerca de 100 d.C.

    O Livro de Mórmon abrange um período de cerca de 1.000 anos, a partir de 600 a.C. até 400 d.C. e ocorre principalmente nas Américas. Por volta de 600 a.C., Deus advertiu um homem chamado Leí a deixar Jerusalém e levar sua família para uma terra prometida nas Américas. Eles levaram consigo as escrituras, incluindo os livros de Moisés e os escritos de Isaías, que são encontrados no Antigo Testamento.

    Com as escrituras e pela revelação de Deus, o povo do Livro de Mórmon sabia que o Messias, Jesus Cristo, viria. Depois que Jesus Cristo foi crucificado e ressuscitou perto de Jerusalém, Ele visitou o povo do Livro de Mórmon. Ele os ensinou, abençoou e curou, e estabeleceu Sua igreja entre eles.

    A Bíblia e o Livro de Mórmon surgiram em lados opostos do mundo, mas ambos ensinam e testemunham sobre Jesus Cristo.

    Por que precisamos de ambos?

    A Bíblia e o Livro de Mórmon se fortalecem mutuamente. Considere esta simples ilustração:

    Quantas linhas retas uma pessoa poderia traçar através de um único ponto em um pedaço de papel? Centenas, se não infinitas. Imagine que o ponto é a Bíblia e cada linha representa uma interpretação diferente de uma escritura ou ensinamento da Bíblia. Essas diferentes interpretações resultam em muitas igrejas cristãs diferentes.

    Agora imagine que um segundo ponto, representando o Livro de Mórmon, seja colocado no papel. Quantas linhas retas podem ser traçadas entre os dois pontos? Apenas uma.

    Por exemplo, a Bíblia ensina sobre “Um só Senhor, uma só fé, um só batismo” (Efésios 4:5), e Jesus disse aos seus apóstolos para ensinarem “todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mateus 28:19). Mas as igrejas cristãs de hoje nem sempre concordam sobre o significado do batismo e se ele é necessário.

    Quando Jesus Cristo visitou as pessoas do Livro de Mórmon, Ele ensinou: “Arrependei-vos todos vós, confins da Terra; vinde a mim e sede batizados em meu nome, a fim de que sejais santificados, recebendo o Espírito Santo, para comparecerdes sem mancha perante mim no último dia” (Terceiro Néfi 27:20).

    O Livro de Mórmon também esclarece se bebês e crianças pequenas precisam ser batizados. Um profeta ensinou a seu filho que, por não serem capazes de cometer pecado de forma consciente, “criancinhas não necessitam de arrependimento nem de batismo. Eis que batismo é para arrependimento, a fim de que se cumpram os mandamentos para a remissão de pecados” (Moroni 8:11).

    Quando a Bíblia e o Livro de Mórmon são lidos juntos, fica claro que o batismo é um mandamento e faz parte do arrependimento.

    Como A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias usa a Bíblia e o Livro de Mórmon?

    Os membros da igreja estudam a Bíblia e o Livro de Mórmon juntos. Nas aulas da Escola Dominical em todo o mundo, os membros da Igreja estudam um volume diferente de escrituras por ano, alternando entre o Antigo Testamento, o Novo Testamento, o Livro de Mórmon e o Doutrina e Convênios (revelações ao Profeta Joseph Smith). A Igreja publicou versões das escrituras que incluem milhares de referências cruzadas entre si. Um extenso guia em tópicos inclui referências à Bíblia e ao Livro de Mórmon.

    Por que isso é importante?

    O Livro de Mórmon é uma evidência de que o amor e a influência de Deus se estendem para além das terras e pessoas da Bíblia. Quando lidos juntos, a Bíblia e o Livro de Mórmon apoiam e fortalecem um ao outro no testemunho de Jesus Cristo.

    Conteúdo Relacionado