Pular para a Navegação Principal
Mensagem da Presidência da Área

Declaremos Independência

Declaremos Independência

Em seu maravilhoso discurso intitulado “O Caráter Celestial da Autossuficiência”, proferido na Conferência Geral de outubro de 1982, o Presidente Marion G. Romney, ex-membro da Primeira Presidência e apóstolo da Igreja, citou o Élder Albert E. Bowen e disse: “A Igreja não se satisfaz com qualquer sistema que deixe pessoas capazes permanentemente dependentes, insistindo, pelo contrário, que a verdadeira função e finalidade da assistência é ajudar as pessoas a ajudarem a si próprias e, assim, serem livres”.

marcos-a-aidukaitis-large.jpg

Essa diretriz está perfeitamente alinhada às instruções do Manual 2, item 6.1.1, que explica: “Autossuficiência é a capacidade, o compromisso e o esforço de satisfazer as necessidades espirituais e materiais da vida para si próprio e a família. À medida que se tornam autossuficientes, os membros também estão mais capacitados a servir e cuidar dos outros. Os membros da Igreja são responsáveis por seu próprio bem-estar espiritual e material. Tendo sido abençoados com o dom do arbítrio, eles têm o privilégio e o dever de determinar o próprio rumo, resolver seus próprios problemas e esforçar-se para tornarem-se autossuficientes. Os membros fazem isso sob a inspiração do Senhor e por meio do próprio trabalho”.

Em seu discurso, o Presidente Romney ensina também que “não podemos dar-nos ao luxo de viver sob a tutela do governo mesmo que tenhamos o direito legal de fazê-lo”. E ele completa dizendo: “Isso requer um sacrifício muito grande do respeito próprio e da independência política, material e espiritual”.

Muitas vezes, em nossa cultura, fazemos brincadeiras a respeito de aceitar o que nos é dado de graça e temos ditados populares que representam esse prazer em receber algo gratuitamente.

Mas eu gostaria de propor outro ditado. Proponho que afirmemos: “Se for de graça, mas eu puder conquistar com meu próprio trabalho e esforço, não quero, muito obrigado”. Isso não é fácil. De fato, “isso requer um sacrifício muito grande do respeito próprio e da independência política, material e espiritual”.

Um caminho que seguramente aponta para essa direção de autossuficiência e independência é o caminho da preparação profissional pessoal e da obediência aos mandamentos. Um antigo provérbio diz: “A melhor época para plantar uma árvore é 20 anos no passado. A segunda melhor época é agora”. Mesmo que, em alguns casos, pensemos que a melhor época para nossa preparação pessoal já passou, e deveria ter sido há 20 anos ou mais, vamos nos lembrar de que a segunda melhor época é agora. Comecemos já.

Finalmente, confiemos no braço e nas promessas de Deus, que disse: “E eis que tudo que ele requer de vós é que guardeis seus mandamentos; e ele prometeu-vos que, se guardásseis seus mandamentos, prosperaríeis na terra; e ele nunca se desvia do que disse; portanto, se guardardes seus mandamentos, ele vos abençoará e far-vos-á prosperar. (...) E ainda mais, quisera que considerásseis o estado abençoado e feliz daqueles que guardam os mandamentos de Deus. Pois eis que são abençoados em todas as coisas, tanto materiais como espirituais; (...) Oh! Lembrai-vos, lembrai-vos de que estas coisas são verdadeiras, porque o Senhor Deus as disse” (Mosias 2:22, 41).

Que Deus nos abençoe e nos dê coragem em nossos esforços de nos tornarmos autossuficientes e independentes. Em nome de Jesus Cristo. Amém.


O Élder Marcos A. Aidukaitis é o Primeiro Conselheiro na Presidência da Área Brasil.